Crianças são mais suscetíveis às chamadas doenças de verão

|

Ola mamães hoje trago mais uma pauta com idéias de como cuidar dos nossos pequenos nesse verão.

O verão começa oficialmente em 21 de dezembro, e quando ele chega algumas doenças tornam-se mais frequentes devido às características próprias da estação. Por ser época de férias escolares, festas e de feriados prolongados, as pessoas saem e viajam mais. Consequentemente há maior exposição ao sol, consumo de alimentos em locais de lazer, alta concentração de pessoas no mesmo local e vários outros fatores que aumentam o risco e exigem cuidados para prevenir doenças e garantir que a diversão da criançada não acabe mais cedo.

 

O primeiro passo é evitar que as crianças fiquem expostas ao sol nos horários em que ele está mais forte, e sempre se lembrar da importância do filtro solar. Além disso, não é indicado frequentar locais com aglomerações, já que o acúmulo de pessoas abre caminho para a proliferação de viroses, que são mais comuns em épocas de calor intenso. Outro cuidado importante é estar atento aos sinais que a criança pode apresentar, como falta de energia e qualquer alteração na pele.

 

Entre as principais doenças que acometem as crianças no verão, estão conjuntivite, otite, desidratação, diarreia e doenças de pele, como brotoeja (miliária), micoses em geral e impetigo. No caso dos pequenos, o risco de contrair uma doença contagiosa é maior, porque o sistema imunológico ainda não está maduro como o de um adulto.

 

Para auxiliar os pais a proteger suas crianças e aproveitar ao máximo o verão, Redoxitos®, primeira vitamina C em formato de gominha sabor laranja, que oferece de forma divertida a complementação alimentar de crianças de 4 a 10 anos, reuniu algumas dicas importantes que contribuirão para evitar a incidência dos mal-estares mais comuns:

 

Conjuntivite – É uma inflamação na membrana fina e transparente que reveste a parte da frente do globo ocular e o interior das pálpebras. No verão ela pode ter maior frequência, já que a irritação pode ser provocada pelo sol ou pelo contato com substâncias irritantes, como a poluição ou o cloro presente em piscinas. Pode também ser causada por vírus ou bactérias. Para evitar a doença, é indicado sempre lavar as mãos, não coçar os olhos, usar óculos de natação e evitar abrir os olhos debaixo d’água.

 

Otite – O canal auditivo externo, situado entre a orelha e a membrana do tímpano, inflama-se com facilidade quando submetido a ventos e água, principalmente de piscinas, mas também de rios e mares, sobretudo em mergulhos de profundidade. Pode ser causada por fungos ou bactérias e costuma provocar zumbido e dor intensa. O ideal é evitar que a criança fique exposta por muito tempo à água e usar hastes flexíveis somente para higienizar a área externa do ouvido, já que a remoção da cera também pode causar otite.

 

Desidratação – Caracteriza-se pela perda de líquidos e sais minerais do corpo. Essa perda pode ser provocada por infecção intestinal ou pela exposição excessiva ao sol. Uma pessoa desidratada fica com sede, com a boca e mucosas secas, olhos ressecados e fundos, além de passar muito tempo sem urinar. Para prevenir a desidratação, o ideal é usar roupas leves, ingerir constantemente líquidos, não comer alimentos que tenham ficado muito tempo fora da geladeira e sempre permanecer em lugares arejados e frescos, longe do sol, para evitar um risco maior que é a insolação.

 

Diarreia e/ou vômitos – A diarreia tem várias causas possíveis: vírus, bactérias, parasitas, efeito colateral de antibiótico ou o consumo de alimentos estragados ou contaminados. Para evitar a enfermidade, é indicado higienizar as mãos constantemente, lavar as frutas e verduras que forem consumidas e redobrar o cuidado com os alimentos ingeridos fora de casa. Quando a criança está com diarreia acompanhada de vômito, ela deve ser levada ao pediatra o mais rápido possível.

 

Doenças de pele (como brotoeja, impetigo e micoses em geral) – No verão, as crianças estão mais expostas à umidade, seja porque brincam na água ou apenas porque transpiram mais. O excesso de umidade favorece o aparecimento das doenças de pele, que são causadas geralmente por fungos ou bactérias. O ideal é trocar as roupas molhadas por secas, com preferência para aquelas de tecidos naturais (algodão) e de cores claras, pois permitem maior ventilação da pele e refletem os raios de luz e o calor.

 

Ao perceber qualquer sintoma com mais de 24 horas de duração, os pais devem observar a condição geral da criança. Se ela estiver sem energia, sonolenta e com reações mais lentas, o ideal é procurar serviços médicos. A orientação para prevenir mal-estares e doenças é sempre estimular a ingestão de líquidos e uma alimentação equilibrada com frutas e verduras. Crianças com dieta irregular ou com baixo consumo de frutas e vegetais podem carecer de suplementos alimentares, por isso é indicado sempre consultar o médico pediatra. Redoxitos® é a vitamina C em forma de gominha para crianças entre 4 e 10 anos. Basta uma unidade por dia para suplementar as necessidades diárias do nutriente.

 

Redoxitos® não contém em sua formulação quantidades significativas de sódio e açúcar. Contém o corante natural Carmim.

 

Preço médio sugerido ao consumidor: R$ 10,99 (25 unidades) e R$ 39,00 (100 unidades)

 
Espero que tenham gostado, um grande beijo e um ótimo final de semana.

15 comentários:

  1. É a febre do verao. Dos pais muitas vezes que esquecem que criancas precisam de mais cuidados e nao podem passar o dia todo torrando no sol, devem se alimentar muito bem com comidas leves e ingerir muita agua.


    BJos
    Mari Visconti
    www.clubedafraldinha.com

    ResponderExcluir
  2. Ótimas dicas. Lembrar que as crianças não tem a mesma resistência e a mesma disposição dos adultos também é importante!!!
    BJKS

    ResponderExcluir
  3. É bom mesmo ficarmos de olho. Essa estação é ótima mas oferece seus riscos

    http://meus-sonhos-meus-pesadelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ótimas dicas. Nunca gostei de passar muito tempo torrando no sol e agora com a minha tenho mais cuidado ainda.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. O verão tem esse perigo para as crianças que ficam mais sensíveis, a alimentação tem que ser bem vigiada! bjo

    ResponderExcluir
  6. Gosto nem de pensar, aqui as doenças aparecem mais no inverno, acho que é pq estamos acostumadas ao verão.

    beijo

    ResponderExcluir
  7. Bom saber e ficar em alerta, post bem esclarecedor! Aqui tenho medo e do inverno! Bjos
    Tatty Nunes - Mãe de Primeira Viagem

    ResponderExcluir
  8. Adorei o post temos que ficar sempre de olho! Beijos

    ResponderExcluir
  9. Estação boa essa mad tudo tem seus riscos
    vou ficar dr olho aqui
    Bjus
    Segredosdaluma.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Mamães atentas e cuidando sempre da saúde dos pequenos. Todos esses cuidados são fundamentais e bora curtir o verão. Bjs

    ResponderExcluir
  11. Muito bom, sempre e bom um pouco mais de informação, ainda mais quando se trata dos nossos pequenos! :D
    Segue lá meu blog, tbm tem assuntos bem legais.... Beijo grande!!! :*

    http://www.somaesabe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Todo cuidado é pouco e as informações são sempre muito bem vindas. Adorei.
    Beijos
    Adri

    ResponderExcluir
  13. Acho mais importante dar um up na alimentação do que as crianças ingerirem remedios, vitaminas ou suplementos, um bom suco de laranja já faz o serviço rs

    Beijos!
    www.achochic.net

    ResponderExcluir
  14. Com certeza é uma estação que requer muitos cuidados. E tomar muita água, e evitar ficar muito tempo exposta no sol é muito importante,
    Aqui somos com a dermatite ainda mais no verão. Bjs
    Vivi e Isaac

    ResponderExcluir

Adoramos quando comentam! Volte sempre!!
Beijos Ludmyla e Bernardo!!!